OKOLONFÉ AQUELES QUE VEM AO BLOG VITOR DE UMBARÁ

SEJAM BEM VINDOS AO BLOG



sexta-feira, 15 de maio de 2009

CONCEITOS PARA SER UM ALABE

TUDO SOBRE O CANDOMBLÉ VITOR DE UMBARÁ É OMOJUBÁ MOTUMBÁ MEU PAI

Eu não sei fazer outra coisa a não ser viver pro SANTO MOTUMBÁ MEU PAI ...




AGOGÓ
O agogó, tocado pra marcar o candomblé, também de tradição Alaketo, chama-se GAN.
As varetinhas usadas para tocar o candomblé nos atabaques, chamam-se OGUIDAVÍS.
Dar RUM ao Santo, seguinifica colocar o Orishá na sala para dançar as cantigas e rezas que lhe são destinadas.
NOME DOS TOQUES DOS ORISHÁS
ALUJÁ - XANGÔ
AGERÉ - OSHÓSSI
OPANIJÉ - OBALUAYÉ e OMULU
BRAVUN - OXALÁ e BESSÉN
IJESHÁ - OSHUN, LOGUN-ODÉ e OXALÁ
ILU - YASÃN
EGÓ - YASÃN
ADERÉ - YEMANJÁ

ORDEM DE UM BARCO DE YAWO

DOFONO - PRIMEIRO

DOFONITINHO - SEGUNDO

FOMO - TERCEIRO

FUMUTINHO - QUARTO

GAMO - QUINTO

GAMUTINHO - SEXTO

VIMO - SÉTIMO

VIMUTINHO - OITAVO



ATABAQUES

O Candomblé de Keto ou Alaketo é tocado em três atabaques, que são, respectivamente: Para consagrar e dar de comer aos atabaques da casa.
Depois de encourados, mande limpar os atabaques com o OMIERÓ da casa.
Feito isso, forra-se um ENIN ( esteira ) no chão, forrado de branco e na cabeçeira colocam-se as comidas dos santos a quem se dedica cada um dos atabaques, três velas, e coloca-se os atabques ali deitados, coberto de branco. Parte se um OBI e joga para ver se foi aceito. Depois oboriza-se os atabaques e dá-lhes matança de bichos consagrados aos Orixás a quem pertencem os atabaques. Em cima dos atabaques, corta-se um pombo. Depois, quando suspendê-los, levas-los para seus lugares e os OGANS confirmados tocarão em BRAWUN, para que eles possam chamar os ORIXÁS. Depois disso, só quem poderá colocar a mão neles serão os OGANS e quando não esverem tocando, deverão sempre estar cobertos de branco. Se santo para o qual o atabaque foi consagrado não levar dendê, nunca deixe que ningém, sob pretexto algum, coloque dendê em cima do atabaque de sua casa de santo.
Pela cor das contas ( guias ), usadas no pescoço, distinguimos a que Orixá pertence cada individuo. cada nação ( tribo ) de Candomblé, desde a origem, tem sua cores próprias. No keto, as cores são as seguintes :
OGUN====== azul marinho
OSHÓSSI==== azul claro
OMOLU===== preto e branco, rajadas
OSUMARÉ=== em algumas Casas usa-se o preto e amarelo, rajado, em outras, amarelo, rajado de marrom, preto e vermelho
OSANYIN==== verde e branco, rajado
IROKÓ====== é o dono do rungeve
LOGUM-ODÉ== amarelo-ouro e azul-claro, em contas alternadas
OSHUM====== amarelo-ouro
YEMANJÁ==== branco, cristal
YASÃN====== marrom
OBÁ======== vermelho
EWÁ======== amarelo, rajado de vermelho
ANAMBURUCU== azul, rajado de branco. em umas casas usam-se lilás.
XANGÔ======= rei de OYÓ, sua cor é marrom e branco, usam-se contas alternadas. Veste-se de vermelho e branco
OXALÁ======= branco
DIA DOS ORIXÁS
Cada dia da semana é dedicado a um Orixá africando, assim como cada parte da natureza é regido por um deles. E, assim, segundo a tradição, temos :
SEGUNDA - FEIRA======OMOLU, OBALUAYIÉ, ESHU e OYA BALE
TERÇA - FEIRA=========OGUM
QUARTA - FEIRA========YASÃN, XANGÔ e OBÁ
QUINTA - FEIRA========OSHÓSSI, LOGUN-ODÉ e OSHUMARÉ
SEXTA - FEIRA=========OXALÁ
SABADO==============TODAS AS YABÁS
DOMINGO=============TODOS OS ORIXAS e ERÊ
YABÁS = São todos os Orixas Femininos do Cabndomblé
ABORÓ = São todos os Orixás Masculinos do candomblé
SHIRÉ
Shiré é a ordem de como são tiradas as cantiga de candomblé, sete para cada Orixá, de OGUN a OXALÁ. O shiré de keto é assim :
01=BARÁ ou ESHU
02= OGUN
03= ODÉ ou OSHÓSSI
04= OMOLU ou OBALUAYIÉ
05= OSHUMARÉ
06= OSANYIN
07= IROKO
08= LOGUN ODÉ
09= OSHUN
10= YEMANJÁ
11= YASÃN
12= OBÁ
13= EWÁ
14= ANAMBURUCU
15= XANGÔ
19= OXALÁ
RUN O ATABAQUE MAIOR


RUMPI O ATABAQUE MÉDIO


O ATABAQUE MENOR



CONCEITO





Para ser um Alabê é necessário ter obrigação (orixá na vasilha) ser pronto na religião, ter recebido o axé de seu babalorixá, pois como alguém que não tem os pensamentos da religião Afro poderá chamar os orixás para responderem em uma obrigação.Um Alabê que não tem um bom? Axé nas mãos uma firmeza para chamar os orixás tanto tocando quanto cantando, uma obrigação não fica completa. Por exemplo um Alabê é tão importante quanto um Babalorixá num ebó, pois nenhum dos dois pode desviar a atenção do ato a ser realizado no momento do início ao fim.


Se um alabê erra um toque no tambor quanto ao Babalorixá corta no orí de eledá de um filho, ou quando vai colocar um orixá na vasilha pela primeira vez, já não fica uma obrigação correta porquê o Alabê já não terá firmeza e a segurança que necessariamente ele teria de ter


Num arissum já tem que ser um tambor xoxo com certeza, no quais está tocando e cantando porque os eguns não aceitam erros de jeito algum.O mais importante para ser um Alabê é ter amor, dedicação e conhecer o suficiente de cada nação que existe em nossa religião Afro Cabinda, Geje, Oyó, Ijexá etc....... aprendendo o que dá para se fazer numa obrigação que não se deixe nada a desejar já é importante porque tudo a gente nunca vai saber, porque a gente está sempre apreendendo tanto na nossa profissão como em qualquer outra.Um alabê precisa saber de que orixá é o axé em que está cantando o que significa aquele axé porque tudo tem um porque assim como que cada axé significa a passagem de seu orixá na terra quando aqui passou.


Num trabalho precisamos saber qual o axé cantar para cada situação e acima de tudo isso sermos humildes e termos a certeza, de que quando pegarmos um tambor estaria humildemente pedindo aos orixás que escutem nosso chamado. E que tenham misericórdia e respondam, pois para nós da religião Afro principalmente nós Alabês, que estamos chamando-os, não há momento mais sublime do que, quando os orixás venham nesta terra para nos abençoar e nos dar aquele axé e conforto em que nós tanto precisamos porque o que seria de nós sem os orixás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário